segunda-feira, 20 de agosto de 2007

LA JETÉE (CHRIS MARKER)


Num mundo devastado pela Terceira Guerra Mundial, os sobreviventes são obrigados a viver no subsolo. A única esperança para o renascimento da humanidade reside nas viagens no tempo e na mobilização de conhecimentos e fontes de energia advindas desse artifício. O escolhido para estas viagens é um homem assaltado por recordações de uma infância feliz na superfície, em tempos anteriores à guerra, quando costumava ser levado pelos pais para admirar os aviões no aeroporto de Orly.

Único filme de ficção “pura” de Chris Marker, La Jetée é uma curta-metragem constituída por uma sequência de imagens estáticas/fotografias a preto e branco acompanhadas por uma narração dos acontecimentos ou, como Marker o baptizou, um “foto-romance”.

Sem comentários: