quinta-feira, 11 de outubro de 2007

8 X 8: A CHESS SONATA IN 8 MOVEMENTS


8x8: A Chess Sonata in 8 Movements (1957) é uma obra-prima do cinema experimental e uma projecção do imaginário surrealista no mundo da sétima arte. Realizado por Hans Richter, é o resultado de três anos de trabalho com Jean Cocteau, com quem Richter já colaborara em Le Sang d'un Poète (1930), o primeiro filme da trilogia de Orpheu.


O título refere-se às inúmeras combinações possíveis num tabuleiro normal de xadrez (8x8), pelo que o filme está também dividido em oito partes, cada uma mais desconcertante que a anterior, onde surrealistas e dadaístas, tais como, Jean Cocteau, Julian Levy, Jacqueline Matisse, Jose Sert, Yves Tanguy, Marcel Duchamp, Max Ernst ou Alexander Calder, se reúnem para prestar um tributo ao jogo que Richter adorava: um jogo de sorte e acaso, servos e senhores, sucessos e desaires — em suma, as mil e uma combinações que a vida nos proporciona.

Sem comentários: