terça-feira, 1 de janeiro de 2008

SLACKER (RICHARD LINKLATER, 1991)

Richard Linklater nasceu na cidade de Houston, Texas, em 1960. A sua primeira obra cinematográfica, It's Impossible to Learn to Plow by Reading Books (1988), foi filmada em Super 8 e surgiu três anos depois de ter fundado a Austin Film Society, uma associação de apoio a cineastas independentes. Com o segundo filme, Slacker (1991), filmado em 16 mm por apenas 23000 dólares, chamou a atenção dos cinéfilos e ganhou fama internacional.

Slacker é um filme marcado por uma estrutura narrativa pouco convencional e um ritmo desenvolto que acompanha a vida de cerca de cem personagens, sobretudo jovens excêntricos e boémios, de Austin, Texas, durante 24 horas. A câmara passa rapidamente de um cenário a outro, de um personagem a outro, enquanto se disserta e discute sobre os mais variados assuntos: política, filosofia, metafísica, cinema, literatura, música, ciência, psicologia, sexo, amor, drogas, assassinos famosos, Madonna, Guerra Civil de Espanha…

Richard Linklater é um realizador de diálogos e de jovens e Slacker demonstra-o à exaustão: a par dos lúcidos, hilariantes, ágeis e originais diálogos que apresenta, oferece um acutilante retrato geracional da juventude do início dos anos 90, que oscila entre o desencanto e a ternura, a crítica e a compreensão. Estas características marcam de forma indelével muitas das suas obras posteriores, como Dazed and Confused (1993), Before Sunrise (1995), Suburbia (1996) ou Before Sunset (2004).

O filme tornou popular a expressão “slacker” para descrever toda uma geração de jovens apáticos, pouco ambiciosos e sem objectivos de vida, apesar de Linklater ter desejado que a expressão assumisse uma conotação positiva.

1 comentário:

Ricky disse...

É foda o filme!!!
Porra! Não encontro uma legenda (PT-BR) pra esse filme...você tem?!